1º de Agosto prepara desafio com o Chiefs

O 1º de Agosto, tetracampeã nacional, prepara ao pormenor o jogo de 23 do corrente, em Joanesburgo, frente ao Kaizer Chiefs da África do Sul.

Em estágio no condomínio “Dany Massunguna”, faz hoje uma semana, a equipa do 1º de Agosto, tetracampeã nacional, prepara ao pormenor o jogo de 23 do corrente, em Joanesburgo, frente ao Kaizer Chiefs da África do Sul, para a primeira “mão” da última eliminatória de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de Futebol.
Contactado pelo Jornal de Angola, Ivo Raimundo Traça, um dos adjuntos do técnico Paulo Duarte, garantiu que a equipa não entra às escuras na partida diante dos sul-africanos do Chiefs.  
“Seguimos o adversário através do campeonato local. É uma equipa que joga em ataque planeado. São muito fortes nas transições e têm alguns jogadores de refinada qualidade técnica. Daí todo o interesse em preparar com cuidados redobrados a deslocação à África do Sul. O objectivo passa por fazer um bom resultado em casa do adversário”, disse, confiante.
 
Treino vespertino
Hoje, a partir das 16h00, a formação militar realiza, no Estádio França N’dalu, um treino em que o técnico português privilegia os aspectos técnicos e tácticos, sem descurar a condição física dos jogadores. Na parte final do aprumo, Paulo Duarte reparte o grupo de atletas para efectuar o habitual jogo treino, com o objectivo de corrigir imperfeições, bem como avaliar o desempenho de cada um.
Dispensado para tratar de assuntos familiares, em Kinshasa, Congo Democrático, o médio Asumani é esperado hoje, à semelhança de Zine, Aldair e Malele que estiveram ao serviço da Selecção Nacional Sub-20, que até ontem participou na Taça Cosafa, disputada na África do Sul.
A partir de amanhã, Paulo Duarte trabalha com o grupo completo.
Com saldo positivo de oito vitórias, dois empates e uma derrota, o conjunto do Rio Seco encerrou no sábado, o ciclo de jogos amistosos, ao empatar (2-2) com o Recreativo do Libolo, com o médio ofensivo Brayan Moya a tornar-se no abono de família dos “militares”. Nos dez jogos disputados, o internacional hondurenho marcou seis golos.
“É um jogador que vem se destacando, como os demais reforços”, sublinhando que “os amistosos realizados foram proveitosos, apesar de não ter o mesmo peso dos jogos oficiais. Os atletas já começam a interiorizar os métodos de trabalhos do novo treinador”, disse.