Selecção Nacional começa preparação

A Selecção Nacional de Futsal sénior masculina concentra-se na sexta-feira, às 18h00, nas instalações da Federação, no Complexo da Cidadela, em Luanda, com vista à disputa do jogo com a Zâmbia.

A Selecção Nacional de Futsal sénior masculina concentra-se na sexta-feira, às 18h00, nas instalações da Federação, no Complexo da Cidadela, em Luanda, com vista à disputa do jogo com a Zâmbia, no dia 21 de Outubro, na cidade de Lusaka, referente à primeira mão da eliminatória de qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), a ter lugar em Marrocos.
Para esse desafio, o técnico Benvindo Inácio convocou 26 atletas, com realce para a Coprat FC (vice -campeã nacional) e a Rede Nacional de Transporte de Electricidade (campeã nacional) que forneceram nove e sete atletas, respectivamente.
Segundo o programa de preparação que tivemos acesso, as sessões começam no dia 16 deste mês, às 18h00, na Base Naval Número 1, na Ilha do Cabo. O desafio da segunda mão disputa-se no dia 31 de Outubro, no Pavilhão Gimnodesportivo da Cidadela, no Distrito Urbano do Rangel.
  Depois da edição anterior que se disputou em 2016, na África do Sul, em que Angola ocupou a quarta e última posição do Grupo B, sem pontuar, atrás da Líbia com três pontos em terceiro lugar, Marrocos (2º/06) e Egipto (1º/07), caso se classifique para o próximo africano, o objectivo é melhorar a prestação.
Segundo nos foi informado, a Federação está a trabalhar na criação de condições, para que nada falte aos atletas, ao longo da preparação, aliás, o sucesso nas competições depende muito da forma como se trabalha ao longo dos dias que antecedem a competição.
No africano passado, a Selecção Nacional perdeu três desafios, na primeira fase, da prova diante de Marrocos, por 2-5, no Pavilhão Ellis Park, em Joanesburgo, para a primeira jornada, de seguida foi derrotado no mesmo recinto, pelo Egipto (2-4), na segunda ronda. A terceira e última jornada da primeira fase, Angola perdeu com a Líbia, no Pavilhão Wembley Arena, também, em Joanesburgo.
A selecção de Moçambique foi a primeiro classificado da série A, com sete pontos, seguida da Zâmbia com quatro, da Tunísia (3º/03) e da África do Sul (4º/03).
A Marinha de Guerra, Clínica Sagrada Esperança e MS de Benguela cederam cada uma dois jogadores, a Radiodifusão Nacional de Angola (RNA), Académicos do Namibe, Águias Vermelhas de Benguela e Estrelas do Palácio completam a lista dos convocados com um atleta.
Benvindo Inácio escolheu os guarda-redes Chico (RNT), Quiala Capita (Marinha), Neblú e Gomito (Coprat FC), os fixos Leo e Edilau Salomão (Coprat FC), Man Tó e Mano Sele (RNT), os alas Caluanda, Nuno, Jó Marrés e Nono (Coprat FC), Bebucho Gonga e Dias (RNT), Nado e Delegado (MS de Benguela), Bebucho Eduardo (Académicos do Namibe), Santinho (RNA), Di Maria e Mano (Clínica Sagrada Esperança), os pivot Danilo e Josimar (RNT), Prado (Coprat FC), Celmo (Águias Vermelhas de Benguela), Fábio Fernandes (Estrelas do Palácio da Huíla) e Jones (Marinha).
Com o grupo dos pré-convocados o seleccionador espera formar um grupo coeso para transpor os zambianos na caminha rumo a fase final que acontece nos Marrocos.