1º de Agosto quebra jejum no Dundo

O 1º de Agosto conseguiu quebrar um jejum de quatro épocas sem vencer, em casa do Sagrada Esperança da Lunda Norte, três anos sob comando de Dragan Jovic e um de Zoran Maki, ao derrotar, sábado último,os diamantíferos, por 1-0,resultado feito através da marcação de um penálti

O 1º de Agosto conseguiu quebrar um jejum de quatro épocas sem vencer, em casa do Sagrada Esperança da Lunda Norte, três anos sob comando de Dragan Jovic e um de Zoran Maki, ao derrotar, sábado último,os diamantíferos, por 1-0,resultado feito através da marcação de um penálti.O golo solitário do avançado Mabululu, deitou por terra um registo negativo dos militares,que não venceram nenhum jogo no estádio Sagrada Esperança desde 2016, ou seja, nas últimas quatro edições em que conquistaram o tetra-campeonato.Os agostinos tinham aquelereduto como um dos mais difíceis da competição interna,pois saiam de lá apenas com dois resultados, empate ou derrota,daí que os três pontos conseguidos pelos pupilos de Dragan Jovic, têm um valor teoricamente redobrado.
Além do triunfo sobre os diamantíferos,os militares receberam com satisfação o resultado negativo do arqui-rival Petro de Luanda, que perdeu na deslocação à Huíla, por 1-0, diante do Desportivo local.Em 2016, ano em que conquistou o primeiro título dos quatro consecutivos, os agostinos impuseram um empate nulo.Em 2017, os militares perderam pela margem mínima, 1-0. Na época seguinte, em 2018,ambas equipas dividiram pontos num empate a dois golos, e na temporada de 2018/2019 empataram a um golo.
Os tetra-campeões nacionais somam agora seis pontos, em nove possíveis, fruto de duas vitórias e uma derrota, diante do Progresso Sambizanga, por 1-0, ficando arredado de repetir a façanha da época passada, onde conquistaram o Girabola Zap, sem nenhuma derrota.
A formação orientada pelo sérvio Dragan Jovic regressou ontem à capital do país, proveniente da cidade do Dundo, e terá tempo suficiente para preparar e recuperar os jogadores lesionados, nomeadamente Ary Papel, Ibukun e Buá, para o próximo desafio que se disputa no dia 14 do corrente, diante do Green Eagles da Zâmbia, referente à primeira mão da última eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.No Girabola Zap, os militares competem apenas no dia 19, no 11 de Novembro, quando receberem o Ferroviário do Huambo,partida pontuável para a quarta jornada, e no dia 22 deslocam-se ao Uíge, para enfrentarem o Santa Rita de Cássia, referente a quinta ronda.