“Não temos medo dos militares”

A equipa do FC Bravos do Maquis parte para o jogo com o 1º de Agosto decidido em manter intacto o ciclo de sete vitórias que protagoniza no campeonato

A equipa do FC Bravos do Maquis parte para o jogo com o 1º de Agosto decidido em manter intacto o ciclo de sete vitórias que protagoniza no campeonato. Quem o diz é Simão Paulo, treinador adjunto do conjunto do Moxico.
De acordo ainda com o auxiliar de Zeca Amaral, a equipa está tranquila, mas também alegre e bem disposta, para enfrentar um "adversário fortíssimo" e que, a jogar em casa, vai oferecer enorme resistência e altos níveis de dificuldades.
"Estamos tranquilos para defrontar uma equipa fortíssima e que está atrás dos seus objectivos, que é a conquista do penta. O 1º de Agosto é uma equipa que tem demonstrado uma qualidade de jogo impressionante, apesar de estar num momento menos bom, mas é o 1º de Agosto e vamos respeitar. Mas, nós, vamos entrar em campo com vontade de fazer bem as coisas e continuar a vencer", asseverou Simão Paulo.
Durante a preparação, a equipa técnica dos maquisardes deixou transparecer a ideia de voltar a apostar tudo no mesmo modelo de futebol e estratégia dos últimos jogos. Ou seja, Zeca Amaral não estará disposto a prescindir do mesmo grupo de jogadores responsáveis pela excelente trajectória triunfante no campeonato.
O bom nível espelhado pelo guarda-redes Landu, bem como a solidez espelhada pelo centro da defesa, onde Fabrício e Lourenço destacam-se na titularidade, e Lami e Mussumari assumem papel de principais «abonos de família» do ataque, conferem ao conjunto maquisarde uma consistência a ter em conta.
Salvo alterações de última hora, o Maquis deve jogar com o seguinte "onze": Landu, Amaro, Lourenço, Gaca, Mayungo, Germano, Fabrício, Dabanda, Miro, Mussumari e Gazeta.