\"Ser campeão é o mais importante na carreira\"

Mónaco conquistou o oitavo título da “Ligue 1” da sua história de forma antecipada

O treinador do Mónaco, Leonardo Jardim, disse que o título de campeão francês de futebol,  conquistado na quarta-feira com uma vitória (2-0) frente ao Saint-Étienne, é “o título mais importante” da carreira.

“Ganhar um campeonato com uma equipa que não é favorita é uma grande conquista. É o título mais importante da minha vida como treinador”, atirou o técnico, de 42 anos, em declarações à estação televisiva francesa \"Canal+\".

Com Bernardo Silva (saiu aos 69 minutos) e João Moutinho no ‘onze’ titular do jogo em atraso da 31ª jornada, os monegascos conquistaram o oitavo título da ‘Ligue 1’ da sua história a uma jornada do fim e colocaram um ponto final a um jejum de 17 anos sem conquistar a principal competição francesa.

O Mónaco só precisava de empatar neste jogo em atraso, mas Kylian Mbappé abriu a contagem, aos 19 minutos, com Valère Germain a marcar o segundo golo em cima do apito final (90+3), com os monegascos a somarem 92 pontos, mais seis do que o Paris Saint-Germain.

No final do encontro, no estádio Luís II, Jardim elogiou o esforço da equipa, que trabalhou “muito durante os últimos 11 meses”, dedicação que resultou “na melhor coisa possível”.

“O Mónaco ser campeão vale os últimos quatro títulos do Paris Saint-Germain. Que o ‘PSG’ ganhe é hábito, mas o Mónaco...”, atirou Jardim, que já se tinha sagrado campeão na Grécia pelo Olympiacos, numa temporada de 2013 que não chegou a terminar. Aos microfones do Canal+, Bernardo Silva disse que a equipa tinha de “desfrutar e celebrar” a conquista do campeonato.

“Tivemos uma temporada excepcional e merecemos isto. É a coroação do grupo inteiro”, explicou o médio luso. Leonardo Jardim foi surpreendido pelos jogadores do Mónaco na sala de imprensa, já depois do jogo do título, acabando por levar um valente banho, que terminou com os jogadores a cantarem o nome do português. A equipa do Principado sagrou-se campeã em França, algo que não acontecia há 17 anos.