Um príncipe no “English Team”

O inglês Bamidele Jermaine Alli, ou Dele Alli, podia ser um príncipe da tribo Iorubá, a segunda mais numerosa da Nigéria, pois, o seu avô era rei.

O inglês Bamidele Jermaine Alli, ou Dele Alli, podia ser um príncipe da tribo Iorubá, a segunda mais numerosa da Nigéria, pois, o seu avô era rei. O médio da selecção inglesa declinou o seu lugar ao trono, devido a uma rixa com o pai, quando era adolescente. Decidiu, então, trocar a coroa da tribo pela bola. Para o jogador, a escolha está a dar certo. Tem 22 anos e é um dos líderes da Inglaterra que luta pelo segundo título mundial, na meia-final diante da Croácia, hoje, em Moscovo.
A infância do astro do Tottenham, foi difícil e ajuda a entender as escolhas. Nasceu na Inglaterra, mas é filho do poderoso empresário nigeriano Kehinde Alli. A mãe, Denise, é inglesa. Entre as inúmeras viagens de negócios do pai o menino tentou morar nos Estados Unidos e na Nigéria, mas os problemas da mãe com o alcoolismo, levaram-no a decidiu morar com a família Hickford, pais de um amigo do MK Dons, seu primeiro clube de futebol.
A ascensão foi espantosa, em Fevereiro de 2015, Dele Alli foi contratado pelo Tottenham por 5 milhões de libras . Em Novembro, já estava na selecção principal da Inglaterra. É uma das grandes revelações do futebol inglês, nos últimos anos. Diante da Suécia, marcou o golo que garantiu a vaga para a meia-final, algo que não acontecia desde 1990.
O feito encheu as páginas dos jornais ingleses. Recentemente, a mãe contou que não tinha condições de ficar com ele na adolescência, pois, tinha quatro filhos de quatro pais diferentes. Ao jornal \"The Sun\", disse que à época, achou que tinha mais possibilidades de sucesso, noutra casa.
Dele Alli não pretende conversa com o pai. Oficialmente, não perdoa os anos de distância entre ambos. Entretanto, pessoas próximas do jogador afirmam que culpa o pai pelos problemas emocionais da mãe. Actualmente, o astro dos \"Spurs\" considera a família, como os seus pais adoptivos. Os laços paternos esgarçaram-se até romper totalmente. Dele, continua ligado à sua mãe biológica. Ajuda financeiramente Denise e os seus outros três irmãos: o último Lewis, de 13 anos, e as mais velhas Becky, 24, e Barbara, 27.
A ruptura com o pai foi tão dramática que o jogador resolveu deixar o sobrenome de lado. Usa apenas Dele na camisola.
\"Queria que o nome da minha camisola represente quem sou, e sinto que não tenho ligação com o sobrenome Alli. Essa, não é uma decisão que tive sem pensar muito, e discutir com a minha família e com as pessoas mais próximas de mim\", afirmou o jogador inglês.
O pai tentou uma reaproximação. Foi visto em Wembley, onde o Tottenham joga na condição de dono da casa, devido a reforma do seu estádio, no início deste ano, antes do Mundial.

MONTEVIDÉU
Homenagem a Óscar Tabárez

Um cidadão de Montevidéu propôs no site do governo local, a \"ideia\" de nomear a esplanada da prefeitura, em homenagem ao técnico da selecção do Uruguai, Óscar Tabárez, já  conseguiu o apoio de 268 pessoas.
A iniciativa foi divulgada na plataforma \"Montevideo Decide\", tem de alcançar um mínimo de 500 assinaturas, para que tenha a \"viabilidade\" estudada pelas autoridades. As razões que motivaram a ideia são várias, segundo detalhou o usuário Eric Alvez na página da prefeitura. Entre elas, destaca-se a necessidade de \"homenagear em vida\" Tabárez pelo desempenho no comando da selecção celeste, da qual é técnico desde 2006.
\"Com o processo do mestre, à frente da selecção uruguaia de futebol, foram identificadas cidadãos e cidadãs das mais diversas origens e preferências\", afirma a proposta.
Além disso, acrescenta que a imagem de Tabárez \"transcende a mera conquista desportiva\" e abrange aspectos fora do futebol, como os \"valores\" e os \"princípios\" em todos os âmbitos da vida.
Concretamente, a iniciativa de propor nomear a esplanada da prefeitura de Montevidéu, situada sobre a principal avenida da capital, a 18 de Julho, em homenagem a Tabárez, já que milhares de adeptos costumam a  reunir-se no local para assistir às partidas da selecção nos torneios internacionais, como foi no Campeonato do Mundo na Rússia.

TRANSFERÊNCIA
Kanté pode abrir espaço

para ida de Rabiot ao Barça

Como costuma ser ano a ano, a janela de transferências de Verão traz bastante agitação ao mercado europeu. O nome desta vez, no Paris Saint -Germain é o de N\'Golo Kanté, cotado para fazer dupla com o italiano Marco Verratti. Caso a negociação se concretize, deve abrir espaço para Rabiot ir para o Barcelona, conforme publicou o \"Mundo Deportivo\" na terça-feira (10).
De acordo com o jornal, o desejo do técnico Thomas Tuchel de contar com o jogador francês de 27 anos, passa por deixar o meio -campo mais fortalecido, após da aposentação de Thiago Motta.
Campeão inglês pelo Leicester City, e um dos principais nomes da conquista, Kanté transferiu-se para o Chelsea,  em 2016, onde é titular desde então. Caso se transfira para a França, o médio -volante chega e vai assumir a posição e fazer dupla com Verratti.
Desta forma, quem ia ficar sem espaço é o também médio -volante francês Adrian  Rabiot, que desperta o interesse do Barça. Os espanhóis pretendem reforçar o meio -campo, após a saída de Paulinho para o futebol chinês, e podem ser beneficiados caso Kanté seja anunciado no PSG.
Vale ressaltar que a janela de transferências de Verão na Europa, abriu a 1de Julho e só encerra, na maioria dos países, a 31 de Agosto.