0 / 0

Tentar acertar o passo

As selecções de Angola e da  Holanda tentam alcançar, hoje, a partir das 07h00, o primeiro triunfo no 24º Campeonato do Mundo em andebol sénior feminino, quando se defrontarem no Pavilhão Aqua Dome, Kumamoto, desafio pontuável para a segunda jornada do Grupo A.

As selecções de Angola e da  Holanda tentam alcançar, hoje, a partir das 07h00, o primeiro triunfo no 24º Campeonato do Mundo em andebol sénior feminino, quando se defrontarem no Pavilhão Aqua Dome, Kumamoto, desafio pontuável para a segunda jornada do Grupo A.
Refeitas do desaire da ronda inaugural, as campeãs africanas ambicionam diante das holandesas apresentar uma postura diferente, embora, reconheçam que se trata de uma missão difícil, pois, medem forças com a terceira classificada do Mundial de 2017 e do Europeu do ano seguinte.
Apesar deste "grande" detalhe, as comandadas de Morten Soubak aproveitaram a pausa, de ontem, para esboçarem com alguma ousadia o desafio frente à "laranja mecânica". A solidez defensiva, a par do ataque organizado, é o recomendável ao combinado angolano.
Por outro lado, Isabel Guialo e companheiras devem evitar que o nervosismo leve a melhor, nos momentos decisivos. Apesar de tratar-se de uma adversária de peso, nada indica que seja intransponível.
Teresa Almeida "Bá" (guarda -redes), Janeth Santos (ponta esquerda), Juliana Machado (ponta direita), Albertina Kassoma (pivot ), Helena Paulo (central adaptada a lateral esquerda), Aznaide Carlos (lateral direita) e Isabel Guialo (central) podem completar o "sete" inicial.
À semelhança das angolanas, as holandesas averbaram derrota, na primeira jornada, com a Eslovénia. Hoje, com sentimento de orgulho ferido, a jogar ante um conjunto teoricamente "inferior", o grupo tecnicamente orientado por Emmanuel Mayonnade quer exibir-se ao mais alto nível, de modo a lograr os primeiros pontos.
Larissa Nusser, Jessy Kramer, Debbie Bont, Martine Smeets, Damick Snelder, Lois Abbingh e Rinha Duijndam podem formar o "sete" inicial da Holanda. Na outra partida, Eslovénia e Noruega centralizam as atenções da ronda. Terceira e primeira colocadas do grupo, cada uma com dois pontos, as oponentes abrem boas perspectivas.
Antes, a selecção de Cuba mede forças com a da Sérvia. O conjunto europeu é claramente favoritos ao triunfo. Argentina -Rússia, Congo Democrático -Japão e China -Eslovénia são os encontros referentes ao Grupo D.