0 / 0

Angola vai jogar torneio de Maputo

A Selecção Nacional de basquetebol em seniores feminino vai disputar o Torneio de Pré-qualificação zona africana, de 14 a 17 do mês em curso, em Maputo, capital moçambicana, prova selectiva ao Torneio Pré-olímpico, competição que vai apurar as selecções para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020.


A Selecção Nacional de basquetebol em seniores feminino vai disputar o Torneio de Pré-qualificação zona africana, de 14 a 17 do mês em curso, em Maputo, capital moçambicana, prova selectiva ao Torneio Pré-olímpico, competição que vai apurar as selecções para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020.
O facto foi revelado ontem, ao Jornal dos Desportos, por António Celestino Sofrimento Manuel, ou simplesmente, Tony Sofrimento, assessor para as relações internacionais do ex-presidente de direcção da Federação Angolana de Basquetebol (FAB), Hélder Martins da Cruz "Maneda", que renunciou o cargo a sensivelmente uma semana.
Apesar da direcção da FAB, então comandada por Hélder Martins da Cruz "Maneda", ter decidido em não fazer deslocar o cinco nacional a capital moçambicana, para a disputa da aludida competição, devido a falta de verbas, eis que surgiu um grupo de pessoas, afectas a família da "bola ao cesto" que estão interessadas em que a Selecção Nacional se faça representar no Torneio de Pré-qualificação zona africana, competição que arranca a 14 do mês em curso.
"É preciso ter em atenção que a decisão da não participação da Selecção Nacional no torneio de Maputo foi tomada numa reunião de direcção. Portanto, estamos aqui apenas como porta-voz porque como sabe, não sou membro de direcção mas, foi tomada essa decisão, que diga-se, pensada, e tomada dentro dos limites que haviam. Hoje, existe uma observação diferente das questões ligadas a esta participação e está a se tentar fazer um esforço de pessoas ligadas a modalidade, ligadas aos clubes, para ver se a Selecção Nacional possa estar representada no torneio de pré-qualificação, competição que arranca já a 14 deste mês\", revelou o antigo secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol (FAB).
De acordo ainda com António Celestino Sofrimento Manuel, os contactos estão bem avançados e dentro das próximas horas, Angola poderá confirmar a sua presença no evento.
"Como disse estão a ser feitos contactos não apenas a nível da federação mas sobretudo, com os clubes que movimentam a modalidade no sector feminino. E para o nível que se pretende, estamos a falar apenas do Grupo Desportivo Interclube e 1º de Agosto e depois há aqui um outro desenvolvimento que precisa ser célere para que a Fiba não tome outras decisões. Se Angola eventualmente informou que não participaria eles certamente começaram a tratar de movimentar outra selecção para colmatar o vazio deixado por Angola. Temos que ser céleres e informar rapidamente a Fiba aquilo que pretendemos, meter a equipa a trabalhar e até pode ser na base das duas grandes equipas que temos e treinam regularmente, uma até está a preparar-se para a Taça dos Clubes Campeões Africanos e se calhar por esta via teremos as atletas para esta competição", disse.
Apolinário Paquete, técnico que conduziu o cinco nacional na fase final do Campeonato Africano das Nações, vulgo Afrobasket, prova disputada em Dakar, Senegal, tendo assegurado a qualificação para o Torneio de Pré-qualificação de Maputo, vai ser reconduzido ao cargo de seleccionador nacional das bi-campeãs africanas.
"Penso que não há muitas saídas para o momento e acho que este momento é especial, extraordinário e que se calhar todas estas questões ligadas ao contrato ou não vão ser relegadas ao segundo plano, ou não serem tratadas a posterior, porque não temos tempo para estarmos em Maputo caso seja tomada a decisão e as condições matérias sejam colocadas a disposição".
ANGOLA está inserida no Grupo B do Torneio de Pré-qualificação, ao lado das similares do Senegal, vice-campeã africana, e Mali, respectivamente. Nigéria, Moçambique e República Democrática do Congo fazem parte do Grupo A.

TORNEIO APURA
DUAS SELECÇÕES

O Torneio de Pré-qualificação zona africana, prova selectiva ao Torneio Pré-Olímpico de Fevereiro de 2020, será disputada por seis selecções, nomeadamente, ANGOLA, Senegal, Mali, Nigéria, Moçambique e República Democrática do Congo, divididas em dois grupos de três selecções cada.
A prova será disputado no sistema de todos contra todos a uma volta, e o primeiro classificado do Grupo A medirá forças nas meias-finais com o segundo do Grupo B, ao passo que o primeiro do Grupo B terá pela frente o segundo do Grupo A.
Os vencedores das meias-finais apuram-se para o Torneio Pré-Olímpico, competição selectiva aos Jogos Olímpicos de Tóquio, Japão, em 2020.