0 / 0

Estrangeiros recusam equipa do eixo-viário

Os norte-americanos Jason Cain e Jakel Foster dispensaram o concurso do Petro de Luanda, para a presente época desportiva do Unitel Basket. A equipa angolana enfrenta dificuldades para satisfazer as exigências dos atletas no novo contexto económico e financeiro do país. A afirmação é do vice-presidente para o basquetebol, Artur Casimiro Barros.

Os norte-americanos Jason Cain e Jakel Foster dispensaram o concurso do Petro de Luanda, para a presente época desportiva do Unitel Basket. A equipa angolana enfrenta dificuldades para satisfazer as exigências dos atletas no novo contexto económico e financeiro do país. A afirmação é do vice-presidente para o basquetebol, Artur Casimiro Barros.
O poste Jason Cain e o base Jakel Foster não chegaram a acordo com a direcção de Tomás Faria, quando eram dados como certos nos últimos dias. O primeiro assinou o vínculo contratual com o Petro de Luanda, mas a validade da mesma dependia da assinatura do agente do jogador.
As negociações entre a equipa angolana e Jason Cain complicaram-se nas últimas horas. O poste de 2,80 metros de altura fez exigências inaceitáveis para o Petro de Luanda e as duas partes acordaram pôr fim às negociações.
A situação repetiu-se com Jakel Foster. A forma de pagamento não satisfez a exigência do experiente base de 35 anos de idade, segundo uma fonte do clube tricolor. Olímpio Cipriano e Leonel Paulo tentaram convencer o base norte-americano a integrar o Petro de Luanda, mas resultou em fracasso.
O Jornal dos Desportos apurou que Jakel Foster alegou a dificuldade de obter o dólar norte-americano. O jogador deixou muito dinheiro em kwanzas na sua conta pessoal, quando esteve ao serviço do Sport Libolo e Benfica. Para evitar constrangimentos, teme a repetição do sucedido antes.
No final da época passada, Tomás Faria prometeu à massa associativa reforçar a equipa sénior masculina de basquetebol com jogadores estrangeiros, com vista a conquistar todos os títulos da época 2018-2019. O Petro de Luanda tem, até o dia 28 do corrente, para inscrever os reforços estrangeiros nas posições zero-cinco e zero-um. O poste angolano Jone Pedro, que não chegou a acordo com o 1º de Agosto, pode ser a opção para se juntar a Divaldo Mbunga, Aldemiro João \"Vander\", Manda João e Aboubakar Gakou.
O Petro de Luanda deixa o país amanhã com destino a Antananarivo, onde vai disputar a AfroLiga a partir do dia 15.


UNITEL BASKET     
Lazare Adingono
lidera competição

O Petro de Luanda tomou a liderança do campeonato nacional de basquetebol sénior masculino Unitel Basket 2018/2019 com 42 pontos, menos um que o 1ºde Agosto, o segundo classificado com 41. O assalto à liderança acontece depois da vitória diante do Interclube, na passada sexta-feira, por 101-83, na abertura da sétima jornada da terceira volta da fase regular da prova maior da bola ao cesto.
Os pupilos de Lazare Adingono silenciaram os adeptos da equipa da Polícia Nacional, em pleno pavilhão 28 de Fevereiro, num dia em que agremiação completava mais uma risonha primavera. Com uma grande exibição do extremo-base Olímpio Cipriano, os petrolíferos de Luanda atravessam uma boa fase na prova. Os últimos resultados obtidos comprovam a evolução da equipa.
Lazare Adingono e pupilos partem amanhã moralizados para Antananarivo, Madagáscar, onde começam a competir no dia 16 do corrente na AfroLiga.
A sétima e oitava jornada do Unitel Basket teve ainda como destaque a vitória do Atlético Sport Aviação sobre o Interclube, no sábado, por 103-99. Alberto de Carvalho \"Ginguba\" e pupilos tiveram um final de semana para esquecer. Foram duas derrotas consecutivas.
No sábado, na abertura da oitava jornada, a Universidade Lusíada recebeu e venceu, no pavilhão anexo da Cidadela Desportiva, o Futebol Clube Vila Clotilde por 91-81 e  a Marinha de Guerra vergou o Desportivo do Kwana, no pavilhão do Rio Seco, por 96-71. A Academia Helmarc viu o seu jogo com o  1º de Agosto adiado, devido ao envolvimento dos militares na AfroLiga. Nesta ronda, o líder Petro de Luanda folgou por imperativo de calendário.
Na sexta-feira, além da vitória do Petro de Luanda sobre o Interclube, a Universidade Lusíada derrotou dificilmente o Desportivo do Kwanza por  67-61, o Atlético Sport Aviação teve muitas dificuldades para se impor diante da Academia Helmarc e obtiveram a vitória no último minuto por 96-95. A partida entre o FC Vila Clotilde e o 1º de Agosto foi adiado. A Marinha de Guerra folgou por imperativo de calendário.

Calendário
1º Petro - 42 pontos
2º 1º de Agosto - 41
3º Interclube - 38
4º ASA - 35
5º Marinha - 34
6º Lusíada - 33
7º Vila Clotilde - 30
8º Helmarc - 26
9º D. Kwanza - 24