Hamilton volta a vencer

O domínio de Lewis Hamilton, da Mercedes, volta a estar em evidência ao vencer ontem o Grande Prémio de Espanha em Fórmula 1, regista a segunda vitória consecutiva.

O domínio de Lewis Hamilton, da Mercedes, volta a estar em evidência ao vencer ontem o Grande Prémio de Espanha em Fórmula 1, regista a segunda vitória consecutiva. Valteri Bottas ficou em segundo, deu a dobradinha a Mercedes que chegou as 78 vitórias na Fórmula 1. Max Verstappen resistiu aos ataques de Vettel e terminou em último lugar do pódio.
O piloto inglês passa a somar 64 vitórias na prova - raínha do automobilismo,  lidera o Mundial de pilotos.
A prova no circuito da Catalunha teve um início acidentado. Grosjean fez um pião e atravessou a pista. Acabou por ser colhido por Hulkenberg e também por Gasly. Todos ficaram fora da corrida, um incidente que requereu a entrada do \'safety car\' em pista.
Na volta de partida, Vettel levou a melhor sobre Bottas e ultrapassou o finlandês logo após a primeira curva, ficou atrás de Hamilton, que foi embora. Apesar da pressão de Bottas, o piloto da Ferrari aguentou o segundo posto e foi o primeiro na troca de pneus, na 18.ª volta. Bottas podia recuperar o segundo posto, mas demorou um segundo mais que a volta do alemão, suficiente para Vettel continuar na frente.
Na frente, Hamilton controlava a corrida e somava sempre os melhores tempos, volta  após volta. A última sessão de treinos livres no GP de Espanha foi marcada por acidentes, por despiste de Brendon Hartley e o acidente do Toro Rosso nos muros do circuito. A Mercedes colocou os dois carros na primeira linha da grelha de partida, com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas a fazerem os melhores tempos.
O britânico estabeleceu o recorde do circuito em sessões oficiais: 1m17.281s.
De resto, Vettel foi o homem mais rápido da Ferrari, na terceira posição. Kimi Raikonen com motor novo no monolugar colocou-se em quarta posição.