Uefa anuncia "investigação aprofundada" caso de racismo no jogo do PSG

Liga dos Campeões:  A partida foi suspensa após o 4º árbitro, Sebastien Coltescu, ter dirigido uma ofensa racista a Pierre Webó

A Uefa declarou que vai \"conduzir uma investigação aprofundada\" para averiguar o caso de racismo ocorrido na partida entre Paris Saint-Germain e Istambul Basaksehir, pela Liga dos Campeões.  A partida foi suspensa após o 4º árbitro, Sebastien Coltescu, ter dirigido uma ofensa racista a Pierre Webó, membro da comissão técnica da equipa turco.

\"A Uefa está ciente do incidente ocorrido durante o jogo de ontem a noite da Liga dos Campeões entre Paris Saint-Germain e o Istanbul Basaksehir e vai conduzir uma investigação aprofundada. O racismo e a discriminação em todas as suas formas não têm lugar no futebol\", escreveu a federação.

O confronto foi adiado para hoje - quarta-feira e terá início às 17h00.
 Depois de conversar com os dois clubes, a Uefa decidiu que a partida seria  retomada do instante em que parou, aos 14 minutos do primeiro tempo.

Antes da metade do primeiro tempo, após reclamações do banco do Istanbul sobre lance de jogo, o camaronês Webó foi expulso e confrontou o romeno Sebastien Coltescu, afirmando que o 4º árbitro proferiu palavras sobre racista.

Jogadores das duas equipas  foram tirar satisfação com os árbitros. O atacante Demba Ba, do Istanbul Basaksehir, teve conversa árbitro Coltescu. Minutos depois, os atletas, liderados por Demba Ba, se mobilizaram e deixaram o campo.

A transmissão captou Neymar e Mbappé se recusando a jogar com a presença de Coltescu.

No primeiro momento, a partida foi suspensa sem demais informações. Depois, a Uefa comunicou que o jogo seria retomado  mas tarde,  mas as equipas não voltaram  ao campo.
 A Uefa então informou que a partida estava suspensa temporariamente, e depois confirmou o adiamento do jogo.

O Ministro dos Desportos romeno pede desculpa após acto racista Ionut Stroe condenou suposta afirmação racista do quarto árbitro Sebastian Coltescu contra um membro da comissão técnica do Istanbul Basaksehir

 O ministro de desportos da Romênia, Ionut Stroe, condenou  a suposta afirmação racista do quarto árbitro romeno Sebastian Coltescu, que levou à suspensão da partida entre o Paris Saint-Germain e o Istambul Basaksehir, pela Liga dos Campeões da Europa. E pediu desculpas aos envolvidos.

\"Condeno veementemente qualquer comentário que possa ser interpretado como racista, xenófobo ou discriminatório. Peço desculpas em nome do desporto romeno por este infeliz incidente, que não nos representa\", afirmou Ionut Stroe, em declarações ao canal de TV romeno DigiTv.