0 / 0

Selecção quer consolidar a liderança

A Selecção Nacional júnior feminina defronta hoje a similar do Senegal, em jogo de destaque do Grupo A da fase preliminar do Campeonato Africano que decorre desde cinco do corrente em Niamey, Níger.

A Selecção Nacional júnior feminina defronta hoje a similar do Senegal, em jogo de destaque do Grupo A da fase preliminar do Campeonato Africano que decorre desde cinco do corrente em Niamey, Níger.
 Angola busca a terceira vitória consecutiva e a consolidação do primeiro lugar da série.Amanhã, terça-feira, a prova regista a segunda pausa geral e, depois, joga-se pelos quartos-de-final, onde os líderes de cada grupo vão defrontar o último classificado do outro grupo.O jogo de hoje, diante das senegalesas tem referências de cartaz, muito por conta do que tem sido desempenho da equipa sénior do Senegal.
 A equipa sénior, orientada pelo frances Fred Bougeant, e que conta com a exuberante Dongou Camara assume-se a cada competição como segunda força africana, atrás de Angola. Na prática, as juniores senegalesas ficam aquém do estatuto.Começaram a prova surpreendidas pela desconhecida Guiné, de quem tomaram 47 golos e apenas concretizaram 33.As guineenses tentaram também surpreender a equipa angolana, impunham ao intervalo igualdade a 13 golos, mas Edgar Neto procedeu a alterações profundas no sistema defensivo que bloqueou o jogo das adversárias e mostrou quem detém o título continental.  No final, 35 para Angola e 28 para as guineenses.Hoje não se esperam facilidades, mas a marcha angolana é imparável.
 As jovens estão determinadas a trazer o ouro. Angola joga no Grupo A, ao lado das similares da Guiné, Senegal e Congo. Ontem, dia previsto para a primeira pausa geral da prova, disputaram-se as partidas do Grupo B, que estavam marcadas para a sexta-feira, remarcadas devido ao mau tempo que se registou naquele dia. No Grupo B constam as equipas da Tunísia, RDC, Argélia e a anfitriã.Chuvas torrenciais têm-se abatido sobre o Níger. Niamey, a capital, está afectada.
Num primeiro balanço as autoridades apontavam 42 mortes e cerca de 70000 pessoas afectadas.Gelsia Monteiro, Paula Frederico, Márcia Manuel, Isabel Chitongua, Beatriz Maceu, Rossana Mateus, Shelsia Gabriel, Catarina Sucuakuexe, Thayany Castro, Filigénia Fernandes, Melquezedeque Chipunda, Stelvia Pascoal, Neyde Rafael, Cecília Capingala, Clementina Machado e Ruth Dum são as atletas que representam o conjunto angolano na prova.